CASO DE FEBRE HEMORRÁGICA

CASO DE FEBRE HEMORRÁGICA 

No dia 29 de dezembro um paciente deu entrada em um  Pronto-Atendimento Municipal da cidade de Eldorado, apresentando sintomas leves de mal estar acompanhado de dores de cabeça, o seu quadro de saúde rapidamente se agravou provocando fortes dores abdominais,  icterícia (pele amarelada) e febre devido a essas circunstâncias foi encaminhado para a cidade de  Pariquera-Açu. O paciente veio a óbito no último dia 11 de janeiro no hospital das clínicas de Sorocaba 

CIDADES ONDE O PACIENTE PASSOU FORAM COLOCADAS EM ALERTA 

A Vigilância Epidemiológica estadual realizou uma videoconferência nas cinco cidades por onde o paciente percorreu durante o seu período de incubação, com todos os responsáveis pela vigilância, sendo elas : Itaporanga, Sorocaba, Eldorado, Pariquera-Açu e Itapeva. Todas se encontram em estado de alerta para a identificação de possíveis novos casos.

Alerta da cidade de Itaporanga 

A cidade de Itaporanga que possui cerca de 15,4 mil habitantes recebeu a visita da equipe técnica do Ministério da Saúde que tiveram como objetivo a realização de pesquisas nos locais onde o paciente permanecer, não deram muitos detalhes a respeito do caso para não causar alvoroço na população segundo  Gustavo Onilde que é assessor de comunicação, todos os moradores da região estão sendo monitorados.

Alerta da cidade de Itapeva 

O mesmo trabalho de monitoramento foi realizado na cidade de Itapeva que possui cerca de 87,7 mil habitantes. Lá o paciente esteve em um sítio numa propriedade rural,  onde colheu algumas espigas de milho.

Alerta da cidade de Pariquera-Açu 

Na cidade de Pariquera-Açu no Vale do Ribeira, que possui cerca de 19,3 mil habitantes, o paciente apenas teve contato com os profissionais responsáveis da área da saúde,quando foi internado com suspeita de febre amarela, no Hospital Regional. Todos eles já foram identificados e conforme o protocolo estabelecido pelo Ministério.da saúde, estão sendo acompanhados.

Após o período de investigação, foi confirmado que durante o período de percurso  do paciente ele parou no Parque Estadual Carlos Botelho, que se trata de uma extensa área de mata atlântica, e ainda percorreu por Sete Barras. 

A POPULAÇÃO NÃO DEVE SE ALARMAR COM O CASO 

A população da cidade de Eldorado ao saber informações a respeito do caso, procuraram a secretaria de saúde para saber informações a respeito das providências que deveriam ser tomadas a respeito do caso, uma vez que ainda não foram desenvolvidas vacinas contra esse tipo de caso.  

Segundo Helena Sato, que é diretora responsável do Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE), que faz parte do órgão da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo, a população pode ficar tranquila com relação ao possível caso de febre hemorrágica, uma vez que não foram identificados novos casos com sintomas semelhantes. nas demais regiões.