CANONIZAÇÃO DA IRMÃ DULCE

CANONIZAÇÃO DA IRMÃ DULCE

Irmã Dulce será a primeira mulher nascida no Brasil que se tornará uma santa.

TRAGETÓRIA DA IRMÃ DULCE

A irmã Dulce fez prestou numerosas contribuições aos pobres diversas obras de caridade por onde passou, desde muito nova essa era uma das suas grandes características

Ainda muito jovem, ela já pedia permissão aos pais para acolher dentro de casa as pessoas doentes

Ao longo da sua caminhada de fé, ela ajudou a criar diversas instituições filantrópicas, uma das Instituições mais importantes é o Hospital Santo Antônio que foi erguido no galinheiro do Convento Santo Antônio e que hoje é responsável por atender mais de cinco mil pessoas diariamente

As suas grandes obras de caridade ganharam referencia nacional e repercutiram por todo o mundo

Foi uma das mais importantes, influentes e notórias ativistas humanitárias do século XX.

No ano de 2014, Jaques Wagner atual governador da Bahia definiu por meio de um decreto a data de 13 de agosto como o dia estadual em memória a irmã Dulce.

No ano de 2011, Irmã Dulce foi beatificada por Dom Geraldo Majella Agnelo enviado especial do Papa Bento XVI

Em julho desse ano, o papa Francisco notificou a sua canonização que ocorrerá no dia13 de outubro

DETALHES DA CERIMÔNIA DE CANALIZAÇÃO DA IRMÃ DULCE

A cerimônia de canonização sucederá na Itália, no Vaticano e será conduzido pelo Papa Francisco. A cerimônia se iniciará às 5h15 (horário de Brasília) sendo que em Roma a cerimônia começara as 10h15 (horário de Roma).

A SOBBRINHA DA IRMÃ DULCE FALOU DETALHES SOBRE A CONVIVENCIA COM A TIA

A sobrinha da Irmã Dulce conhecida como Maria Rita comentou sobre algumas lembranças e ensinamentos que obteve por meio do ensinamento da tia.

Maria Rita explica o quão maravilhoso foi saber da noticia da canalização da tia, os ensinamentos da irmã Dulce levaram um grande numero de pessoas a repensar sobre o real sentido da vida, e sobre o amor ao próximo, que infelizmente se encontra escasso nos dias atuais. A correria do dia a dia não nos deixa olhar para quem está do nosso lado, e precisa da nossa ajuda, não somente na questão de necessidades básicas, mas também na questão espiritual.

Ainda complementa falando sobre as incríveis lembranças que possui da tia, afirmando o quanto ela era encantadora, amorosa, e simples, uma pessoa batalhadora que eu nenhum momento deixou que nada abalasse a sua fé, nem mesmo estando diante de alguma doença.

Maria Rita ainda mencionou que irmã Dulce que foi que ela foi uma santa conhecida por todos. Santa que todos puderam ouvir a voz e conviver com ela, que tocou e foi tocada por muita gente, e sempre foi muito próxima de todos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.